Medo da Gripe Suína? Ou medo de ser trouxa…

Ironia:  2000 pessoas contraem a gripe suína e todo mundo já quer usar máscara. 25 milhões de pessoas têm AIDS e ninguém quer usar preservativo…

O que se passa?

No mundo, a cada ano morrem milhões de pessoas vítimas da Malária, que se poderia prevenir com um simples mosquiteiro.

No mundo, por ano morrem 2 milhões de crianças com diarréia, que se poderia evitar com um soro que custa 25 centavos.

Sarampo, pneumonia e enfermidades curáveis com vacinas baratas, provocam a morte de 10 milhões de pessoas a cada ano.

Os noticiários, nada disto falam.

Mas há cerca de 10 anos, quando apareceu a famosa gripe das aves, os noticiários mundiais inundaram-se de notícias… Uma epidemia, a mais perigosa de todas… uma Pandemia! Só se falava da terrífica enfermidade das aves. Não obstante, a gripe das aves apenas causou a morte de 250 pessoas, em 10 anos… 25 mortos por ano.

A gripe comum, mata por ano meio milhão de pessoas no mundo. Meio milhão contra 25.

Um momento, um momento. Então, por que se armou tanto escândalo com a gripe das aves? Porque atrás desses frangos havia um “galo”, um galo de crista grande.

A farmacêutica transnacional Roche, com o seu famoso Tamiflu, vendeu milhões de doses aos países asiáticos.

Ainda que o Tamiflu seja de duvidosa eficácia, o governo britânico comprou 14 milhões de doses para prevenir a sua população. Com a gripe das aves, a Roche e a Relenza, as duas maiores empresas farmacêuticas que vendem os antivirais, obtiveram milhões de dólares de lucro.

Antes com os frangos e agora com os porcos. Sim, agora começou a psicose da gripe suína. E todos os noticiários do mundo só falam disso… Já não se fala da crise econômica nem dos torturados em Guantánamo… só a gripe suína, a gripe dos porcos…

E eu me pergunto: se atrás dos frangos havia um “galo”… atrás dos porcos… não haverá um “leitão”?

A empresa norte-americana Gilead Sciences tem a patente do Tamiflu. O principal acionista desta empresa é nada menos que um personagem sinistro, Donald Rumsfeld, secretário da defesa de George Bush, artífice da guerra contra Iraque…

Os acionistas das farmacêuticas Roche e Relenza estão esfregando as mãos, estão felizes pelas suas vendas novamente milionárias com o duvidoso Tamiflu. A verdadeira pandemia é de lucro, os enormes lucros destes mercenários da saúde.

Não neguemos as necessárias medidas de precaução que estão sendo tomadas pelos países. Mas, se a gripe suína é uma pandemia tão terrível como anunciam os meios de comunicação, se a Organização Mundial de Saúde (conduzida pela chinesa Margaret Chan) se preocupa tanto com esta enfermidade, por que não a declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza a fabricação de medicamentos genéricos para combatê-la?

Prescindir das patentes da Roche e Relenza e distribuir medicamentos genéricos gratuitos a todos os países, especialmente os pobres. Essa seria a melhor solução.

Reflita, pesquise. Talvez a vacina que estejamos precisando seja de outra natureza. Os meios de comunicação naturalmente divulgam o que interessa aos patrocinadores.

4 Comentários »

  1. Daniel Serodio said

    Recebi este contraponto por e-mail:

    Paz e saúde a todos!

    Ontem morreu o pai de um colega de profissão de minha esposa (Sandra) de gripe “suína”. Sandra (pediatra, esp. Alergia e Imunologia) estuda e trabalha no Instituto da Criança – HC/USP diz que tem vários pacientes em estado grave por lá e muitos outros de sobreaviso.

    Quero dizer que esta gripe é muito séria, sim.

    Entendo que estão colocando dois assuntos muito distintos no mesmo “balaio”. Mesmo relacionados, não devem ser tratados levianamente como a mesma “coisa”.

    Uma coisa é uma coisa, outra coisa é realmente outra.

    Quanto à postura da Indústria Farmacêutica em relação à fragilidade da saúde das pessoas no mundo, quero limitar a comentar que é uma posição simples, “se queres ser curado, pagarás muito caro”. Esta indústria é um claro exemplo do que Sto Inácio chama de “mundo construído sem Deus”.

    Há alguns anos, ouvi de um famoso epidemiologista que METADE das doenças do mundo sumiriam “da noite pro dia” se as pessoas simplesmente lavassem as mãos antes das refeições. Realmente, morre muita gente, criancinhas em sua maioria, de muitas outras doenças há muitos e muitos anos… Mas são doenças de pobre, não foi ontem que começaram a ser menosprezadas pelas instituições de poder constituído, ou pelos “poderosos deste mundo”.

    Para poder afirmar com os dois pés no chão, consultei no site da OMS (Org. Mundial da Saúde) sobre as mortalidades das diferentes gripes e li dois artigos publicados esta semana na Revista “The New England Journal of Medicine” (2009; 361:279-85 e 2009; 361:1-10). RECOMENDO A TODOS.

    Gripe Espanhola (1918) foi causada por um vírus H1N1 (como este que nos assola) e matou entre 40 a 50 MILHÕES de pessoas (1/3 da população européia). Pouco mais de 32.400 no Brasil.

    1957: Gripe Asiática (H2N2) matou entre 1 a 2 milhões de pessoas no mundo, velhinhos em sua maioria (>70 anos).

    1968: Gripe de Hong Kong (H3N2) matou entre 1 e 3 milhões de pessoas. Desde então, é o subtipo que mais acomete seres humanos até hoje.

    Nas últimas três décadas, foram cerca de 30 milhões de mortes por causa dos diferentes subtipos virais de influenza.

    Sorte nossa e do resto do mundo que a gripe aviária que apareceu em 1997, depois matou “alguns” asiáticos de 2003 a 2005, não encontrou espaço para mutar (já dá para entender que estes subtipos virais sofrem mutações muito rapidamente). Isto não aconteceu porque houve o abate de cerca de 2 milhões de “frangos” para conter a epidemia. Viu como nós veterinários somos rápidos em questões de alta gravidade.

    Se o vírus H5N1, das aves, tivesse mutado para infectar humanos com somente metade da patogenicidade com que acomete os pássaros, poderíamos contar com pelo menos UMA MORTE EM CADA FAMÍLIA (como o pai do colega de Sandra).

    Esta gripe suína aparece como nova porque ninguém foi vacinado para ela no mundo: novos patógenos = organismos menos preparados para reagir. Realmente ela AINDA é muito menos preocupante do que as gripes precedentes… até que possa sofrer uma mutação.

    O vírus H1N1 (A/CALIFORNIA/04/2009 – nome oficial do vírus) é um resultado de um rearranjo gênico chamado “SHIFT”, que originou mutações entre suínos, aves e homens. Logo, é um vírus meio “frankeinstein” que possui no seu DNA fragmentos genéticos de suínos, aves e homens(e mulheres, claro!).

    Importante prevenir, pois este vírus ainda está sofrendo mutações e o inverno no hemisfério norte ainda vai começar. O H1N1 isolado pelo Adolf Lutz já tem nome diferente (A/SAOPAULO/21/2009), pois já sofreu algumas pequenas mutações na parte N1 do vírus.

    Sem histeria, cuidem-se!

    As ações do Ministério da Saúde, em minha opinião, parecem prudentes, pois, epidemiologicamente falando, DESCONHECEMOS como a pandemia se comportará “na próxima estação”.

    Frente ao desconhecido, penso ser melhor acolhermos e fazermos uso do maior dom do Espírito Santo: bom senso.

    Peçamos, todos, coração e mente humildes para mais aprendermos.

    Palavra de veterinário, casado com uma médica imunologista linda!

    Marnen
    Mestrando em Tecnologia Bioquímico-Farmacêutica
    FCF-USP

    • muito interessante o contraponto. A questão é exatamente nunca parar de se questionar e tentar chegar numa conclusão equilibrada, nem muito pra cá nem muito pra lá. Com argumentos sólidos, mas sem se deixar levar por histeria ou anti-histeria. O post não foi redigido por nós, mas achei importante divulgá-lo por oferecer um ponto de vista que ninguém ouve na mídia, e que tem dados interessantes

  2. Ana said

    É isso aí, vamos mostrar ao mundo a VERDADEIRA PANDEMIA ou seja, a PORCALHADA DOS POLÍTICOS EM GERAL.

  3. eduardo schenberg said

    O relato sobre a trajetória deste vírus vindo desde a gripe espanhola é realmente interessante. Drauzio Varela fala sobre isso tb e diz que este vírus é bem mais fraco que os antecessores. É claro que a gripe existe e que pessoas morreram, portanto medidas de saúde pública devem ser tomadas. Eu mesmo conheço um médico que pegou a gripe de paciente que atendeu, e felizmente nenhum dos dois morreu. Ninguém de sua família e/ou amigos apresentou qualquer sintoma, mesmo convivendo com ele. Cada caso é um caso. Vale lembrar quantas pessoas morrem de gripe “comum”…
    Acho que o ponto importante do post e do vídeo é chamar atenção para o fato de que há inúmeras doenças problemáticas e sérias, talvez mais que a gripe suína, mas uma ênfase desproporcional nesta gripe, claramente patrocinada ppr interesses de lucro do pessoal do tamiflu. Seguindo nesta linha, o governo brasileiro cedeu ao lobby e liberou a venda do tamiflu para pacientes com SUSPEITA, repito, SUSPEITA de gripe suína. Ao meu ver o que esta acontecendo portanto é privilegiar os ricos que podem comprar o remedio para estocá-lo em casa e se a coisa virar uma epidemia, no sentido médico da palavra, e nao no sentido midiático, os pobres estarão com sérios problemas, porque de acordo com a OMS não há capacidade de atendimento para 6 bilhoes de humanos.
    Por fim, alguns relatos indicam que a “grande” eficacia do tamiflu propagandeada por aí se reduziria a acelerar a recuperção dos mormais 6 dias para 5. Nao acho que justifica o que esta ocorrendo na fronteira com o paraguaia, de gente desesperada indo comprar tamiflu por lá.
    Seja a gripe suína séria ou não, a estratégia negra de marketing do tamiflu parece ter funcionado. Donald Rumsfeld é o mestre do terror de massas

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: